Oráculo TI -TUNING EM T-SQL Aprenda a criar códigos com alto desempenho SQL Server 2017

TUNING EM T-SQL – Aprenda a criar códigos com alto desempenho

TUNING EM T-SQL – Crie códigos com alto desempenho – Aprenda com o SQL SERVER 2017 mais de 25 dicas de tuning para obter consultas e códigos altamente eficientes em T-SQL

 

Idioma: Português (Brasil)

 

O que aprenderei?

  • Criar códigos em T-SQL mais eficientes, com tempo de resposta reduzida e baixo consumo de recursos.
  • Realizar ajustes em código em T-SQL que apresentam problemas de performance.
  • Monitorar o ambiente, identificar comandos com problemas e recursos de infraestrutura.
  • Criar os melhores índices para melhor o desempenho, sem realizar ajustes em códigos.
  • Analisar a execução dos comandos, identificando os pontos onde apresentam os gargalos de desempenho.
  • Criar um estrutura otimizada de banco de dados e tabelas para receber os dados das aplicações.
  • Melhorar a eficiência dos aplicativos e sistemas, levando ao usuário a melhor experiência em navegação como também agilizar os seus processos.

 

Requisitos

  • Noções básicas de instruções DML, como SELECT, JOIN, GROUP BY e ORDER BY para criar os comandos e realizar tuning.
  • Conhecimento básico de Banco de dados, preferencialmente com SQL Server.

 

Descrição

Crie suas consultas de banco de dados de alta performance com códigos altamente eficientes em T-SQL utilizando o SQL Server com as mais de 25 dicas e técnicas apresentadas neste curso.

A arte de tuning das querys em SQL é um dos pontos máximo para o Desenvolvedor em banco de dados. Diversos sistemas empresariais (SAP ou Siebel, por exemplo), lojas de e-Commerce, aplicações web como gestores de finanças pessoais, entre outros sempre necessitam de um banco de dados de alta performance para seu repositórios de dados.

E o desafio dos desenvolvedores de aplicativos é garantir que as informações sejam recuperadas no menor tempo possível. As pessoas precisam e querem respostas rápidas e isso pode ser determinante para que a sua aplicação ou o site da sua empresa tenha sucesso.

Vários fatores no código SQL podem contribuir para que consultas ou relatórios apresentem lentidão e baixa performance. Entre elas temos:

  • Instruções mal escritas ou não respeitando boas práticas;
  • Colunas mal definidas e ocupando espaços desnecessários;
  • O banco de dados alocado em um único  disco concorrendo com o sistema operacional;
  • Tabelas sem índices, índice mal dimensionado ou obsoleto;
  • Conversões de dados desnecessários;

Outros pontos podem influenciar o desempenho do acesso aos dados:

  • Hardware mal dimensionado;
  • Instalação e configuração do sistema operacional não estão de acordo com boas práticas para banco de dados;
  • Dimensionamento errado dos conjuntos de discos;
  • Instalação e configuração do gerenciador de banco de dados.

Complemento a lista, você deve considerar ainda:

  • O aumento gradativo da massa de dados que está em constante aumento no banco de dados;
  • O aumento de conexões e usuários nas aplicações e sistemas;
  • O número de bancos de dados que são incluídos na instância e aumenta o compartilhamento de recursos do hardware.

Tuning

Mas atividade de realizar tuning não é uma ciência exata onde um ajuste de desempenho sempre terá um efeito positivo. Existem vários procedimentos que devem ser seguidos a fim de obter o melhor resultado.

  • Você deve monitor o ambiente para identificar os possíveis  problemas. Ferramentas como “Performance Monitor” e “Resource Monitor” do Windows ajudam no monitoramento. No SQL Server, podemos usar o Profiler, Extended Events e as DMVs para monitorar os comandos e recursos do servidor.
  • Com base nos dados capturados, você deve elaborar um relatório para apresentar o status do sistema, métricas colhidas, querys com baixo desempenho e alto consumo de recursos, índices com pouco utilização ou obsoletos, tabelas que sofrem muitas pesquisas sequencias e poucas pesquisas pontuais, discos com alta taxa de utilização são alguns exemplos.
  • Com base nos dados apresentados, você deve iniciar a aplicação das técnicas aprendidas nesse treinamento e testar. O importante e correto é aplicar os procedimentos em um ambiente de QA ou Homologação e testar a fim de validar se o que foi aplicado surtiu o resultado esperado. Teste muito antes de colocar em ambiente de produção.
  • Implementar o que foi validado nos teste em ambiente de produção. A dica aqui é não implementar todas as técnicas de uma só vez. Se algo de errado acontecer, você não saberá qual das implementações não funcionou. Esse processo será demorado e em certos casos será necessário interromper o serviço de banco de dados.

E isso é um ciclo constante, que deve ser aplicado periodicamente como uma boa prática.

Nosso objetivo nesse treinamento é apresentar técnicas e boas práticas no desenvolvimento de diversos comandos em SQL.

Algumas dicas que você aprenderá:

  1. Configurar a memória do SQL Server;
  2. Criar o banco de dados em vários discos;
  3. Entender tipo e tamanho dos dados corretos;
  4. Criar tabelas em discos específicos;
  5. Criar tabela para ocupar o menor espaço;
  6. Aprender a criar colunas calculadas
  7. Compactar tabelas;
  8. Entender como funciona uma página de dados;
  9. Ler estatísticas de tempo e leitura
  10. Visualizar os comandos em execução;
  11. Monitorar o seu servidor e banco de dados;
  12. Analisar os planos de execução de comandos;
  13. Como definir uma chave primária com índice;
  14. Como definir uma chave estrangeira com índice;
  15. Criando índice composto para cobrir todas as pesquisas;
  16. Identificar tabelas quem tem mais SCAN e poucos SEEK;
  17. Utiliza o conceito de índice de cobertura;
  18. Como identificar os índices obsoletos e que não são utilizados;
  19. Como evitar as quebras de páginas (pages splits);
  20. Criar pesquisas SARG com alto desempenho;
  21. Transformar pesquisas para SARG;
  22. Eliminar as conversões explícitas de dados;
  23. Melhores práticas para utilizar as UDF;
  24. O uso correto para NOCOUNT em Store Procedures;
  25. Quando validar dados para atualizações;
  26. Definir o nome correto para store procedures;
  27. Quando utilizar SET ou SELECT para atribuir valor a variável;
  28. Utilizar UNION ALL no lugar de UNION

Essas são algumas das dicas que estarão no nosso treinamento como outras que serão apresentados juntos com as mais de 50 aulas que teremos.

Espero que goste do nosso treinamento e que aproveite ao máximo com o aprendizado.

Obrigado

Wolney

 

Quem é o público-alvo?

  • Você que é Desenvolvedor e que busca aumentar o desempenho de suas aplicações com ajustes em instruções de banco de dados.
  • Seus amigos que trabalham como desenvolvedor em banco de dados e necessitam de conhecimentos de tuning para melhor o desempenho de querys.
  • Administradores de banco de bancos que desejam renovar seus conceitos em tuning de querys.
  • Lideres e Coordenadores de equipe de desenvolvimento que desejam aprender os conceitos de tuning para repassar os conhecimentos para o seu time.

 

Grade Curricular:

Apresentação e Preparação
Conceitos e Introduções (10 aulas)
Armazenamento de dados em páginas de dados (6 aulas)
Ferramentas e Recursos para análises e monitoramento (7 aulas)
Índices, os melhores amigos das querys (8 aulas)
Criando querys com alto desempenho (9 aulas)
Anexo 1 – Instalação e Configuração do SQL Server no VMWare e Windows Server

 

Instrutor:

Wolney Marconi Maia – Administrador de banco de dados SQL Server e Professor acadêmico

Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares