Chrome irá marcar websites HTTP como não seguros

O Google anunciou que os websites acessados via HTTP serão marcados no Chrome como “não seguro” a partir de julho de 2018. Há algum tempo, o navegador já vinha diferenciando os sites inseguros, porém, a partir da versão 68, todos sites serão claramente marcados.

Para quem não conhece, HTTP é o Protocolo de Transferência de Hipertexto. Localizado na camada de aplicação, ele fornece conexão entre o cliente e o servidor. Ao acessar um site, seu navegador requisita a página a um servidor que a envia de volta. Este protocolo é baseado em texto, portanto, não possui segurança e qualquer um pode interceptar a comunicação. Uma página HTTP não tem garantia de confidencialidade ou integridade. Nem pense em preencher formulários em sites que ainda usam o HTTP, principalmente os que pedem informações sigilosas.

O HTTPS, por sua vez, adiciona princípios de segurança ao hipertexto. Ele recebe uma camada de segurança que permite que os dados sejam transmitidos através de uma conexão criptografada. Além disso, ele verifica também a autenticidade do servidor e do cliente através de certificados digitais.

A nova interface do Chrome ajudará os usuários a entender que todos os sites HTTP não são seguros e continuam a mover a web para uma rede HTTPS segura por padrão. HTTPS é mais fácil e mais barato do que nunca, e desbloqueia melhorias de desempenho e novos recursos poderosos que são muito sensíveis para o HTTP. Desenvolvedores, confira nossos guias de configuração para começar.

Considerando que estamos em 2018, já passou da hora para os sites migrarem. A gigante de buscas está trabalhando para que isso aconteça o quanto antes.

Mais detalhes: Blog Chromium

Compartilhe
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

Deixe um comentário