Quanto realmente vale um iPhone X?

A Techsights, empresa especializada em engenharia reversa, desmontou um iPhone X recentemente e fez uma interessante análise financeira. Segundo ela, a Apple está vendendo o seu top de linha com margem de 64% de lucro.

Se um consumidor, nos EUA, seguir até uma loja e comprar um iPhone X de 64GB, ele pagará $999 dólares. No entanto, a Techsights revela que os componentes de hardware custam $357,50 dólares para a Apple. A margem de lucro é superior ao do iPhone 8, mas nem tanto, pois o aparelho vendido a $699 tem margem de 59%.

No Brasil, o valor do smatphone é o mais caro do mundo e é oferecido por “apenas” R$ 6.999. Valor que chegou a ser motivo de piada nas redes sociais e no aplicativos de mensagens instantâneas.

Al Cowsky, o analista de custos para TechInsights, disse que a Apple é única na indústria eletrônica por sua capacidade de cobrar um preço superior por seus dispositivos mais recentes e por sua capacidade de manter esse preço mesmo quando vende dispositivos através de terceiros como operadoras telefônicas.

Deixando o custo de lado, os sites Ars Technica e CNET analisaram o iPhone X e suspeitaram da fragilidade. Pois nos testes de queda e durabilidade, os aparelhos apresentaram danos imediatos.

A SquareTrade, uma empresa que oferece planos de proteção para dispositivos móveis, realizou testes mais rigorosos com o smartphone. Segundo ela, o iPhone X é o mais frágil com o custo de reparo mais elevado. Os testes foram realizados por robô ou outro aparelho mecânico projetado para produzir circunstâncias consistentes.  No entanto, é importante frisar que esta empresa quer convencer o consumidor a comprar planos de proteção.

A garantia de um ano da Apple não cobre danos acidentais, mas o AppleCare + pode ser uma opção. Esse plano de cobertura estendida abrange dois incidentes de danos acidentais a um custo reduzido em comparação com o que você enfrentaria na garantia.

Por que pagar tão caro pelo iPhone X? Será que seus novos recursos valem o investimento mesmo sendo ele mais frágil?

O aparelho será vendido pelo valor que agregarmos a ele. Supervalorizar um produto, principalmente no lançamento, é uma ação comum para empresas de todos os setores. No entanto, cabe a nós, consumidores, não aceitar este tipo de ação para conseguirmos a um preço mais justo. O Essential PH-1, por exemplo, começou a ser oferecido por $699 dólares nos EUA. Mais tarde o preço caiu para $499 e atualmente está sendo vendido por $450 dólares.

Compartilhe
  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares