Chrome pode ter seu próprio bloqueador de anúncios

Existem anúncios e anúncios, uns mais suaves e criativos, que até acabamos por despertar um certo interesse nos produtos que estão nos oferecendo e outros totalmente inconvenientes e invasivos que nos desperta uma certa irritação. O problema é que anúncios são necessários para movimentar o mercado e ajudar a manter empresas, profissionais, projetos e conteúdos.

O Google, uma empresa cujos anúncios representam a maior parte de sua receita, está avaliando a possibilidade de integrar um bloqueador de anúncios em seu navegador. Por mais estranho que pareça, a gigante de buscas não quer acabar com os anúncios, porém, quer bloquear os que são considerados inaceitáveis de acordo com as diretrizes da Coalition for Betters Ads (Coalizão por Melhores Anúncios).

Esta coalizão, formada por associações comerciais internacionais e empresas envolvidas em mídia on-line como o Facebook e o próprio Google, tem como objetivo melhorar a experiência do usuário em relação aos anúncios.  Uma boa medida já que nem sempre o bom senso prevalece.

Esta não é a primeira medida do Google a este respeito. Tempos atrás, ela optou por acabar com  os anúncios de 30 segundos no Youtube justamente para melhorar a experiência do usuário.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário